quarta-feira, 7 de março de 2007

Eu sou um monstro aterrorizador

Não tenho olhos azuis.
Não tenho cabelos loiros.
Não sou uma morena espectacular e o meu cabelo já pede um corte.
Mas... caramba!
Acho que também não meto medo a ninguém.

Odeio quando se referem a mim como "a mulher" ou "aquela senhora" e faço questão de afirmar que não tenho como hobby assustar criancinhas.
Para além disso nunca como carne ao pequeno-almoço.
Arre!

"Não mexas aí que a mulher ralha"
É a mim que me compete ralhar com os filhos dos outros?

"Anda cá senão senhora leva-te"
Levo para onde?

"Olha que a mulher tá a ver" Ainda bem, é sinal que não sou cega.

Se não são capazes de manter os filhos quietos o problema não é meu!
Eu sei bem o que são crianças, também as tenho e as minhas não são nem melhores nem piores que qualquer outra.
Mas daí até me transformarem... que se... que se... que vão para a pourra!

Tenho vontade de esganar sim, pois tenho.
Mas não seriam por certo as criancinhas!

11 Comments:

Anonymous ana said...

"sou nova por estes sítios, e a razão por que vim cá hoje foi para pedir a vossa ajuda para o seguinte: abandonaram na minha rua dois cachorros lindos e saudáveis, têm mais ou menos 3 meses, muito meiguinhos, pelo tamanho das patas vão ser de estatura média. eu já tenho 4 cães e um gato,é impensável ter mais.sabem de alguém que queira e estime? são meiguinhos, uma doçura."
não conhecem ninguém? o canil seria um triste fim.

07 março, 2007 12:40  
Blogger mãe tataruga said...

Há pessoas que não se enxergam...não respondes à letra? Se fosse comigo dizia que não é a mim que me compete ralhar ou chamar à atenção os filhos dos outros.
Tambem acho muito desagradavel tratarem por mulher, apesar de o sermos, em certos contextos não fica nada bem... a quem o diz, claro!
Beijinhos

07 março, 2007 13:45  
Blogger Carina M said...

Acho k podes contrapor. kando ouvires algum desses comentarios, vira-te logo para a crinaça em kestão e dizes - " não é nada disso, só não podes mexer nisto ou nakilo por isto etc" não sei se me fiz entender. Kero dizer k deves mostrar k não és a mulher e muito menos o monstro.
Bjs, carina e Bárbara

07 março, 2007 15:25  
Blogger a mamã do reguila said...

deste mal tb sofro por vezes... e passo-me pois se os pais nao teem coragem de dizer nao.. deviamos ser nos a faze-lo?????? por favor tenham dó

07 março, 2007 17:30  
Blogger ternura said...

Miga desculpa só agora escrever este comentário...mas queria que ficasses descansada, não foi o teu comentário que me levou a escrever aquele post...enfim...coisas tristes que já passaram :)

Beijinhos ternurentos

07 março, 2007 18:17  
Blogger Ana said...

Estou a ver que os clientes usam-te para fazeres de bicho papao para as criancinhas nao mexerem em nada.
Beijinhos
Ana Felpuda

07 março, 2007 18:28  
Blogger mariavicente said...

e quando dizem q chamam o senhor policia?
detesto, o meu pai foi policia.
voltei ao blog antigo, passa por lá para ver se está tudo ok
beijinho e feliz dia das Mulheres, viva nós....ih ih
até já

08 março, 2007 15:18  
Blogger María&Peste said...

O problema reside nos pais dessas crianças, que assustam os filhos. Pior ainda são aqueles que dizem: olha que o polícia zanga, ou leva-te, etc. Não é suposto confiarmos nos policias? Qual é a tua profissão, agora fiquei intrigada!!

08 março, 2007 15:18  
Anonymous mariavicente said...

Obrigado miga pela visita, volta sempre.
Bom fim de semana para voces tudo bom
e até já

09 março, 2007 11:50  
Blogger Ana Isabel said...

Ai miga, realmente é com cada uma.
A culpa é sem duvida dos pais, que como não conseguem que os filhos façam o que eles querem então aproveitam-se das outras pessoas p/o fazerem, mas não está certo como dizem as coisas.
Bjs

09 março, 2007 12:51  
Blogger Patricia said...

Também me fazem isso... :(

13 março, 2007 16:25  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home