terça-feira, 10 de outubro de 2006

Fazer-se feliz a si própria

Eu trabalho numa loja.
Hoje esteve cá a D .Custódia. Vai fazer anos dia 9 do próximo mês e precisa de comprar um “x” novo.
Viu todos os que havia e escolheu o mais barato - a vida da D. Custódia não é fácil.
“Só o abro no dia 9” – disse-me
Ao colocar no saco pergunta-me:
“Não pode fazer um embrulhinho? Só vou abrir no dia 9.”
Claro que fiz um embrulhinho todo catita, enquanto pensava o quanto a situação era ridícula e desnecessária.
A D. Custódia foi embora feliz.

E eu fiquei a pensar.
Quem é que é ridículo no meio disto tudo?
Apenas e tão sómente “aquela” que classificou a situação de desnecessária.

Final previsível da história:
No dia 9, se ninguém se lembrar dos seus anos, a D. Custódia não ficará triste nem deixará de receber uma prenda pelo seu aniversário.
A D. Custódia não é culta, não é doutorada, nem sequer é letrada.

Mas a D. Custódia sabe muito: sabe fazer-se feliz a si própria.

3 Comments:

Blogger Bigodes de Leite said...

EHEHEHEHEHEH....por vezes miga têm de ser assim ...dar um miminho a nós proprias sabe bem ...ai que saudades daqueles tempos em que não tinha despesas!!!!!!! trabalhava imenso é certo desde os meus 15 anitos não por necesidade mas pq adorava ter aquele dinheirito extra para os meus miminhos .....
Ao fim de cada mês comprava sempre uns brincos um perfume....o resto punha na conta bancário e um tanto doava para a AJUDA DE BERÇO....sentia mew tão bem....
Faz mto bem a D.CUSTÓDIA...
beijufitas!!!

11 outubro, 2006 10:22  
Blogger Miguel said...

Cada um escolhe o caminho para ser feliz ...!
Esse é o da D. Custódia!

Bjks da Matilde

11 outubro, 2006 11:43  
Blogger Lojinha da Pipocas said...

Que linda história, simples e bonita!
Beijoquinhas fofinhas para os teus filhotes e para ti!

06 agosto, 2007 18:53  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home