segunda-feira, 2 de outubro de 2006

MAMAS


Leonardo da Vince
Madona Litta














Não, não é mamãs sem til (~).

É mesmo mamas, mamas de mulher.

Daquelas que nos trazem, a todos ou quase todos, a ternura do primeiro alimento.

Daquelas que, mesmo não sendo um regalo para os olhos de qualquer homem, mesmo não sendo bonitas nem “boas”, devem ainda assim, ser o orgulho de qualquer mulher.

Muito para além da “versão erótica”, elas representam amor, dádiva e vida.

O seu acto mais sublime será talvez o de amamentar.

Com muito mais vida, muito mais carinho e muito mais amor que um biberão de vidro.
O vidro quando se parte... deita-se no lixo... ou no vidrão... consoante a consciência de quem “deita”.
A mão que carinhosamente o segurava fica para segurar outro, novinho em folha.

A as mamas?

Se se “partem”?
Deixarão ficar a bater o coração que carinhosamente lhes dava vida?


O que deve fazer uma mãe que...

Uma mãe tem dois filhos.
Á noite gosta de ver o “Zig Zag” aninhadinha no sofá com um debaixo de cada braço.

Ao abraçar um deles sente uma dorzita.
“Mamã, a tua maminha está doente?”
“Não querida, é só apertada.”


A maminha já está “apertada” há muito tempo.
E não é só em dias específicos.
Mas como não há outros “sinais” não se liga.

Depois de uma busca rigorosa por outros “sinais”, que NÃO se revelaram, o “estar apertada” que só se manifestava ao toque intencional ou acidental, passou a manifestar-se voluntariamente. Ao correr, ao cruzar os braços, ao descer escadas... e até ao pensar nisso.

Será que é psicológico?
Paranóia ou “falta de problemas” para resolver?
Será apenas vontade camuflada de chamar a atenção?
Mas como? Se não falou nada com ninguém...

Hoje liguei para o Centro de Saúde.
Neste momento, o médico de família não está a aceitar marcações de consultas.

2 Comments:

Blogger Nokas said...

amiga vai ver isso o quanto antes, olha eu tb tinha uma dor mas perto do periodo e na ultima consulta de ginecologia falei ao médico e o pânico passou, nada mais do k leitinho é o k eu tenho na minha maminha, ja deixei de dar de mamar mas ainda produzo leite, já lá vão 2 anos e 2 meses.beijos

04 outubro, 2006 13:13  
Blogger mãe said...

Sem medos, nem paranóias, nada mais normal que um checkup... não adies!
Não há-de ser nada e tiras isso da cabeça.
Bjs

07 outubro, 2006 22:05  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home