quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

Gays

"Ó Vó, o que é um paneleiro?" - perguntei eu, há mais de 30 anos.
E com toda a paciência, a minha avozinha, sentada no portal da porta, respondeu: "Ó filha, um paneleiro é um homem que faz panelas."
Mais tarde achei estranho não me deixarem dizer esse nome, quando podia dizer o nome de todas as outras profissões.
Mas tarde ainda, descobri que quem faz panelas é o oleiro.
E só mais tarde ainda, vim então a saber o que a minha avó não me disse.

.......................

"Mamã, um menino que gosta de outro menino é gay." - Disse-me a minha menina um dia da semana passada.
Fingi que não ouvi.
Fomos abastecer o carro.
O menino começou a portar-se mal e eu disse que ficasse quieto ou então saía do carro e ficava ali (atitude errada da minha parte, eu sei, mas não pensei e não teve consequências graves).
Todo espertalhão declara que ia ter com o "Cx".
O "Cx" é o homem da gasolina que ele conhece e é muito conhecido do papá.
Só que nesse dia o homem era outro. Ficou indeciso se seria ele ou não e eu pergunto: "Então como é que é o "Cx"? O que é que tu te lembras dele?"
Puxando pela memória começa: "O "Cx" é grande, é bonito..." - para ele tudo o que é simpático chama bonito.
De imediato a menina declara: "O mano é gay."
Fiz um discurso dos meus, que não se chamam nomes ás pessoas, que eu não faço isso, o papá não faz isso e ninguém da nossa casa o faz. Ou seja, inclui gay na secção de nomes tipo parvo, maluco, gordo, feio, etc.
Achei que na altura seria a solução mais fácil.
Acho cedo para começar com explicações de natureza sexual. Principalmente explicações de assuntos polémicos.

Não sei como lidar com este assunto. Não os quero educar para terem mente retrógrada e crucificarem os homossexuais. Mas também não os quero educar com a noção de que teem liberdade de escolha.

Nunca compreendi os homossexuais... até ao dia (já lá vão bem mais de 15 anos), em que o filme "Philadelfia" passou pela 1ª vez na televisão.

Hoje compreendo (ou penso que compreendo, na medida em que nunca senti de perto a situação), o seu drama e o seu sofrimento.
Defendo que devem fazer a sua vida como forem felizes desde que sejam maiores e responsáveis.
Por mim está tudo bem desde que não se "comam" na minha frente.
Filmes com dois homens vejo, desde que a história me agrade não tenho problemas.
Mas com duas mulheres não consigo ver. (É como comer caracóis, dizem que é muito bom mas... não me atrevo nem a experimentar, dá-me cá um nojo só de ver as pessoas comerem caracóis).

Espero não arranjar "inimigos" com este post.
Eu não estou contra, embora não concorde com o casamento homossexual, mas isso é uma opinião pessoal e como tal não alterará em nada a vida de ninguém.

Se um dia, na minha vida, me vier a deparar com a situação penso que não criarei problemas nem sofrimentos desnecessários.
Mas se uma coisa é aceitar pacificamente o que não se quer, outra complectamente diferente é criar condições e incentivar.

Como se explica, a crianças de 5 e 6 anos, o que é ser gay?

6 Comments:

Blogger PAULO SANTOS said...

Querida amiga
Em primeiro de tudo amando-te um descomunal beijo para matar as saudades!
Um beijo hetero....
OK...
Vou tentar ser sério....
Sem entrar em demagogias (até pareço um politico...) ou perspectivas (um filosofo???) ou tomadas de posição digo-te que fazes uma pergunta dificil....
Complicada!
Para a qual não tenho resposta!!!!
Penso que depende muito de nós enquanto seres humanos!
Quão grande é a nossa abrangencia de espirito!
Tambem tenho uma opinião extremamente conservadora quanto ao assunto!
Isso não quer dizer que seja retrogado ou de horizontes fechados!!!!
Tem sobretudo a ver com uma reflexão sobre o tema e uma tomada consciente de posição!
Por isso...Não te posso responder á pergunta .

Um beijo
Teu amigo

Paulo

17 janeiro, 2007 11:14  
Blogger Patricia said...

Quem tem filhos, mete-se em sarilhos... é o que se costuma dizer e não foge muito à realidade.
Em relação aos caracóis.. como é que podes não gostar? São tão bons, acompanhados com pão com manteiga...
Em relação a essa pergunta, pois, cada vez mais as perguntas se vão tornar mais embaraçosas e nem sempre vais poder fugir!
Boa sorte para a próxima

17 janeiro, 2007 18:19  
Anonymous maria said...

Para inicio de conversa, mt obrigada pela tua visita ao meu blog.
Dps, tou aqui para te dizer que a partir de hj ganhaste uma inimiga...n gostas de Caracóis??? Eu adoroooooo...quem está contra os caracóis, está contra mim ehehe.
Tou a brincar como é lógico.
Como se explica o q é ser gay a crianças??? N sei mt bem, mas se é a ti q perguntam, tens q falar sobre o q achas e n sobre o q é melhor para quem acha o contrário...dps responde só ao q eles te perguntam, com respostas simples, tal como as crianças são.
Talvez se lhes disseres que é uma asneira seja o suficiente por agora...boa sorte!
Terão tempo de saber o q é ser isto ou aquilo...
As crianças são mt inteligentes...como diz a Patricia, quem tem filhos, mete-se em sarilhos.
Beijo,
maria

18 janeiro, 2007 12:49  
Blogger Miguel said...

Ah pois é ...!
Aguenta-te com esta ...!

Um BOM FDS!
Bjks da Matilde e cª!

18 janeiro, 2007 14:00  
Blogger Ana said...

Tenho amigos gay e gosto muito deles, respeito-os, porque sao dignos de respeito, como toda a gente de bem.
Quanto a explicar a minha filha o que eh ser gay, nem precisei a escola se encarregou disso, inclusive aqui o casamento no civil entre casais gay eh normal,a minha filha esta tao habituada a ver dois homens de mao dada na rua ou a beijarem-se, como um casal normal. Ela ja nem faz perguntas para ela eh normal.
Beijinhos
Bom fim de semana
Ana Felpuda

19 janeiro, 2007 16:11  
Blogger a mamã do reguila said...

bom .. em 1º lugar.. grande pergunta fazes .. para a qual tb nao tenho resposta(ainda tenho uns anitos antes de chegar a essa fase, depois grito por ti para me socorreres pode ser?) em 2º lugar- yupiiiii já nÃo sou a unica a achar que os caracois servem para outras coisas mas NUNCA PARA SEREM COMIDOS
BEIJINHOS

24 janeiro, 2007 19:23  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home