quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Sintomas de velhice ?????????????'

Este coraçãozinho lindo foi-me oferecido por uma menina linda e muito prendada que descobri há muito pouco tempo.

Dissequei totalmente o bloguinho dela e dei comigo a pensar “tem um sorriso tão lindo, parece tão querida e sabe fazer trabalhinhos tão giros... tomara que a minha menina um dia seja assim”.

Mais adiante leio em qualquer lado que gosta de namorar e dou comigo a pensar “gostava que um dia o meu menino namorasse uma menina assim” .
São sintomas de velhice, só pode!

----- x ----- x ----- x ----- x -----

Aos doze anos eu achava que um rapaz com 15 era um “granda” homem.
Aos 15, eu achava que os rapazes de 20 eram tããão velhos.
Aos 20 subi a fasquia e começavam a ser velhos depois dos 30.
Aos 30 já não dava importância à idade.

Mas há medida que os meus meninos teem crescido, fui começando novamente a reparar nas idades.
Salta-me á vista o pessoal jovem de uma forma muito especial: actualmente qualquer jovem que me aparece á frente é imediatamente comparado com aquilo que eu gostaria que os meus meninos viessem a ser.

Serão sentimentos normais de mãe que idealiza os seu filhos tipo "principe encantado"?
Ou serão devaneios tontos de quem quer á viva força viver através dos filhos aquilo que sonhou para si e não foi capaz?

Acho que voltei á idade dos porquês.
As interrogações tendem a intensificar-se...
Será que vou ter "costas" para ser mãe de jovens nos tempos de agora?

----- x ----- x ----- x ----- x -----

O coração... atrevo-me a passar a todos aqueles que por aqui passam em silêncio.
Aqueles que sabem que eu existo mas que eu não sei que existem.
Será a minha forma de retribuir as visitas que não posso retribuir.

25 Comments:

Blogger Isália said...

hoje em dia realmente é um pouco complicado encontrar o "principe encantado" e acho que com o passar dos anos ainda vai ser mais dificil...eu se voltasse 10 anos atras no tempo acho que não me iria conseguir encaixar nas crianças de hoje em dia...
é tudo tão diferente...Só espero que os teus meninos daqui a 10 ou 15 anos tenham muita sorte em encontrar o seu principe e princesa encantados.

18 outubro, 2007 11:09  
Blogger a mamã do reguila said...

eu penso muito é sera´que vou dar conta do recado???? a responsabilidade que é educar um adolescente ou jovem???? vou ter força e como dizes "costas" para isso? prefiro acreditar que sim

18 outubro, 2007 12:14  
Blogger TeTe said...

Bonito e profundo o teu texto.

A preocupação de uma Mãe começa no dia que sabe que está gravida e julgo que vai até ao fim dos nossos dias.
Sempre preocupadas em querer tudo de melhor para os nossos filhos.
Isto é ser Mãe!
beijinhos
Teresa

18 outubro, 2007 12:58  
Blogger Pitanga said...

Maria João, adoro vir aqui porque há sempre muita ternura, mas olha, não dá certo depositarmos nos filhos todos os nossos sonhos ou imaginarmos como eles serão. Eles mudam...e muito. Não estou a te pôr medo mas é que assim é. Eles vão conviver com mais pessoas e assimilar coisas novas. Hoje tu os leva e busca à escola, amanhã eles irão sozinhos e nem vais lhes conhecer os professores. Até hoje, depois de já ter criado dois, ainda páro e penso em como seria bom se voltassem a ser crianças, mesmo com todo o trabalho que davam. Mas eu ainda tenho a Julinha e vejo nela muito de mim.
Falei demais?

Olha, não deixes de ir AMANHÃ ao Pitanga. Há festa.

beijos mãezinha pensativa!

18 outubro, 2007 13:26  
Blogger TeTe said...

"Lá ia eu toda feliz conhecer a afilhada... pfff! "Perfil não encontrado"

Querida Maria João, perfil não encontrado porque sou uma madrinha fracota e por muitas tentativas que fiz vejo que não consegui meter o link como deve ser, esforcei-me tanto para nada.
Mas aqui fica para ti o endereço da minha afilhadinha para que possas ver as coisinhas lindas que ela faz.
Vou contar-te um segredo: tenho de fazer uma troquinha com ela e até ando a tremer ela é tão perfeccionista.
Mas lá diz o ditado o que conta é a intenção.
http://lune-orange.blogspot.com/

Beijinhos volta sempre,
Teresa

18 outubro, 2007 18:47  
Blogger María&Peste said...

Oh, Maria João, junta-te ao meu filho nos porquês!! LOL

Às vezes penso em como ele será, não tenho (ainda) o hábito de o comparar, mas imagino como será....e depois por vezes, começo a pensar nas drogas e no alcóol e no desrespeito pelos pais e sinto uma angústia tão grande só com o medo do que possa acontecer.....só quero que seja feliz e saudável...já me basta...

Bjnhos grandes

18 outubro, 2007 19:28  
Blogger Habiba said...

Oh Maria João, fiquei tao emocionada com as tuas palavras, coisa mais boa de se ler!!
Beijo enorme

18 outubro, 2007 20:01  
Blogger Omeupititxoco said...

Só podemos orientá-los e esperar que eles procurem o seu rumo sem se desviar muito daquilo que idealizámos. Mas acredito vivamente que crianças que se sentem acompanhadas, seguras, esclarecidas, só podem dar origem a jovens bons... claro que algum do trabalho tem que ser deles...mas à deriva ninguém encontra bom porto. Os teus vão ser bons meninos, só podem, têm-te a ti para orientá-los.

19 outubro, 2007 01:05  
Blogger Pitanga said...

Vai ao Pitanga e verás minha bailarina.

19 outubro, 2007 03:40  
Blogger Ana Isabel said...

Como te compreendo :)
Acho q todas as mães pensam um pouco assim.
Ficamos sempre preocupadas com o futuro deles e se conseguiremos dar conta do "recado".
Bjs

19 outubro, 2007 09:17  
Blogger Teteka said...

Querida Maria João
Mais um post encantador, digno de quem possui o dom da escrita ...
Concordo com tudo o que escreveu, assusta-me imenso o futuro do meu filho, confesso ter um certo receio de não conseguir compreendê-lo suas diversas fases de crescimento, mas como não sou pessoa de sofrer por antecipação, logo se verá!!!
Quanto ao manequim, que disparate, a sua pergunta não é nada idiota, o manequim serve para pendurar bijutaria, mas pode ser para um outro fim, há que dar largas à imaginação!!!
Beijokas grandes e um bom fim de semana
Teresa

19 outubro, 2007 13:38  
Blogger Azul said...

Sua mensagem alegrou o meu dia!
Suas palavras tocaram meu coração!
Você me
fez sentir especial,
por ter lembrado de mim
Sua amizade e
seu carinho
tornam a vida muito melhor.
Um grande beijo.
Um ótimo final de semana!

19 outubro, 2007 13:39  
Blogger bonecos e tintas said...

Olá Maria João!
Não estou bem a viasualizar como essa senhora tinha posto o bebé. Se vir no site da Rosa as instruções de colocaçaõ dos bebés, eles ficam em posições MUITO confortáveis para eles!
Existem vérias posições que evoluem com o tamanho e postura do bebe, depende se já seguram as costas ou não: http://aervilhacorderosa.com/shop/slings_instrucoes.html
O meu bebé adora andar empoleirado em mim a ver tudo!

19 outubro, 2007 13:45  
Blogger tita said...

Ainda não tenho filhos, mas trabalho com os filhos dos outros e noto que de ano para áno há mudanças de comportamentos, atitudes e valores. Por isso é melehor não criar uma grande expectativa e dixar o tempo fluir. jokas

19 outubro, 2007 13:59  
Blogger Natércia said...

Maria João bem mulher tu falas de uma maneira que tocas o coração de qualquer mortal,quando eu vejo coizinhas como essa âncora que tens no teu cantinho só podes ser uma grande mãe mas como já foi dito ai eles crescem e as mulhres e homens roubom tudo até os filhos mais amigos dos pais fala coração de mãe um beijinho grande Natércia...

19 outubro, 2007 15:38  
Blogger Carla Iglesias said...

Olá Maria João
Adorei o que escreves-te e digo-te que me identifico muito contigo.
Aproveito para te desejar um optimo fim de semana

Carla

19 outubro, 2007 18:31  
Blogger mimika said...

Esses sentimentos/pensamentos são normais, são os desejos de uma mamã que quer o melhor para os filhos e ser "príncipe ou princesa" no mundo encantado das nossas fantasias é bom, eles são felizes e é essa felicidade que queremos para os nossos!

Beijinhos

20 outubro, 2007 00:53  
Blogger FELINA_MAE said...

Olá Maria João, obrigado pela visita e pelo comentário.
Os acolchoados do Amor teem um modo de funcionar muito simples.
Há crianças doentes e o objectivo é as voluntárias(nós) fazerem uns quadradinhos com os desenhos do tema escolhido para cada criança.
Para se inscrever pode ir até ao http://www.o-guardiao.com/acolchoados/index.php?sid=3ade1528f3e6a05f54c61e8cf7791c9d e depois há-de ver lá escrito Inscrições, lá aparecem os nomes das crianças e ao clicar aparece a idade e doença e se quiser fazer um quadradinho para essa criança, deixa um comentário ou envia um mail, conforme está lá escrito.
Vai ver que é fácil, qualquer dúvida estou sempre à disposição.
Beijokas!!!

20 outubro, 2007 13:07  
Blogger rosa dourada/ondina azul said...

Agora que eles ainda são muito pequenos, tu os levas à escola e acompanhas muito das suas vidas, mas eles vão crescer e cada vez mais recebem influência do exterior e menos nossa.
Mas tu com esse amor e carinho vais saber ser mãe em todos os momentos.


Beijinhos,

20 outubro, 2007 18:26  
Blogger Patricia said...

As mães e os pais podem influenciar um pouco a personalidade dos filhos, mas têm de as deixar fluir... às vezes os nossos filhos são o espelho daquilo que gostariamos que eles fossem, às vezes não. O que interessa é que nunca entrem por "maus caminhos" e que saibam sempre que a mãe fabulosa que têm (tu) está sempre disposta a ajudar. certo?

beijocas

20 outubro, 2007 21:45  
Blogger Ana said...

Sou uma tremenda mae galinha, e como tal vou a frente a abrir o melhor caminho para a minha filha, inclusive faco como tu quando vejo bandos de adolescentes ate fico com os cabelos em pe,da-me pesadelos so de pensar que a minha filha um dia me aparece pela mao com um daqueles fulanos com as calcas a cair, dava-me um treco!!!

22 outubro, 2007 13:54  
Blogger Kelly said...

Todos temos dúvidas se vamos conseguir criar os nosso filhos para este mundo e como gostaríamos que eles fossem no futuro...
Obrigada pela visita, mas não gostei que tivesses dito que não pretaste como mãe por não teres amamentado.... Uma mãe não se mede por isso, mede-se por 1001 outras coisas, por exemplo pela preocupação que tem com o futuro deles...
Um bj

Raquel

22 outubro, 2007 16:04  
Blogger MARY said...

Minha querida tenho a certesa que vai ter costas suficientes,e se sair muito bem , sendo mãe e amiga em simoltaneo.
Amiga fiquei feliz por saber que viu a reportagem mas me diga estou curiosa por saber de alguém de fora sim porque eu vi mas o coração atrapalha hehehehe vendo as coisas de outra de
forma,pois conheço a história dele.
Vc que está de fora me diga o que realmente achou? Gostou? estou curiosa...
Muito obrigada por a sua visita,sabe gosto muito da sua maneira, dos seus posts, têm o condão de eu chegar aqui triste e saio de sorriso, obrigadaa.
Mil beijos da Mary

22 outubro, 2007 20:27  
Blogger Lojinha da Pipocas said...

Muitos Parabéns pelo prémio!
Tens razão, já lá fui espreitar, para além de muito prendada a menina é muito bonita e tem um sorriso contagiante!
Que os teus desejos se tornem, então, realidade!
Beijoquinhas fofinhas para os filhote s e para a mamã Maria João!

25 outubro, 2007 12:44  
Blogger turbolenta said...

Em primeiro lugar tenho a dizer que a oferta é lindíssima. Gosto da cor, do esquema e sobretudo pelo que simboliza.
Quanto às "dúvidas"...será velhice?
Não! de maneira nenhuma. Á medida que os anos passam vamos modificando (ou aperfeiçoando...(?) ) a nossa maneira de estar e sentir.
Começamos a dar muita importância a pequenas coisas, pequenos gestos.Temos uma maneira bem diferente de encarar a vida.Há coisas bem pequeninas e insignificantes,às quais há uns tempos nem ligávamos, mas que agora nos enchem de comoção e de prazer.
Gostamos de pormenores, pequenos gestos, pequenas atenções. Em jovens, se nos oferecem um ramo de flores, achamos giro, normal e...mais nada. Com o passar dos anos, se nos derem apenas uma flor ou uma criança apanhar uma flor no campo ou num jardim e nos a der, tem ,para nós, um enorme simbolismo. Faz-nos sentir queridas, acarinhadas e dá-nos uma sensação de um profundo bem estar.
Olhando para trás reconhecemos que fomos egoístas e que não soubemos aproveitar algo e que agora nunca mais o conseguimos.
É a lei normal da vida.Tudo passa. O passado deixa-nos saudades.Ás vezes é bom recordar, mas não podemos viver sempre a pensar no que passou.
Temos de olhar o presente com olhos bem atentos.Viver intensivamente cada dia, como se fosse o último. Temos mesmo de tentar ser muito felizes.
bom fim semana

26 outubro, 2007 11:03  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home