segunda-feira, 10 de março de 2008

Pequenos nadas que podem contar muito


A minha menina sabe o que são ciganos, tem vários na escola e é amiga de alguns deles.
Com a mesma naturalidade com que identifica as pessoas para as descrever como sendo a que tem blusa azul ou a mais alta ou a dos cabelos compridos também diz a que é cigana.
A minha menina também sabe que há pessoas brancas e pessoas pretas.

Agora anda na fase das anedotas e adivinhas.
Ontem:
"Mamã, o que é que fazem três pretos dentro de um automóvel vermelho?”
Veio-me de imediato á cabeça a noticia que li a semana passada no jornal sobre um professor posto em tribunal por chamar preto a um aluno (“Entra lá, ó preto” – acho que foi mais ou menos isto).
"Um KitKat"
Um KitKat não tem três barrinhas, pois não?

Por momentos fiquei sem saber se rir ou se dizer que não tinha piada nenhuma, se entender como anedota engraçada ou como piada racista.

Optei por rir, afinal na minha qualidade de alentejana também sou super massacrada e não me ofendo por isso.
Abominar aquela anedota é que talvez fosse marcar a diferença.
Não sei a cor de quem entra aqui, mas se soubesse diria a mesma coisa e teria as mesmas dúvidas... talvez só no futuro possa saber se o que faço agora é bom ou mau.

Não quero que os meus meninos cresçam na ilusão de que todas as pessoas são iguais.
É certo que toda a gente é pessoa, mas não há duas pessoas iguais.
Toda a gente é diferente independentemente da cor, raça, sexo ou religião.

O que quero é que cresçam com a noção de que todas as pessoas são pessoas.
O que eu quero... a ver vamos se além de querer também vou poder.

E já agora...

O que é que fazem 17 alentejanos à porta do cinema?

13 Comments:

Blogger María, Peste&Borboleta said...

Sou sincera....não consigo achar piada às anedotas/adivinhas racistas...sempre fui assim...

Mas, tal como tu, também quero ensinar aos meus filhos que todos somos pessoas, diferentes, mas iguais :)

Bjnhos grandes

11 março, 2008 12:15  
Blogger a mamã dos reguilas said...

eu sinceramente não sei que te diga.... faz-me um bocado de confusão esta fase de escola...emq ue todos teem apelidos .... e é complicado ser "diferente" todos somos diferentes sim-ma saciam de tudo temos de ser todos respeitados independentemente de cor, raça ou credo.....é como dizes - no futuro s ecalhar é que vamso ver se estamos a agir bem -hoje-tenho esperança de conseguir passar a mensagem ....

11 março, 2008 13:55  
Blogger Omeupititxoco said...

Eu acho que temos que fazer ver às crianças que todos somos diferentes, a partir de coisas básicas. Lá na escola começamos pela cor do cabelo , dos olhos, pelos formatos diferentes da boca do nariz e depois vamos alargando o conceito. É importante que eles reconheçam a diferença e que aprendam a respeitá-la. O meu marido é mulato, nem imaginas a confusão da minha avó quando soube, e o maior drama era ter bisnetos negros.Já se habituou à ideia, mas nem imaginas a cara de felicidade em ver que o Miguel era branco. Mudar mentalidades...dos mais velhos acho dificil, mas domeu filho, vou conseguir!jinhos*


P:S- Estão à espera de mais um, porque o filme é para M/18

12 março, 2008 00:05  
Blogger laida said...

Acho que tens razao,somos todos diferentes mas todos merecedores do mesmo respeito.
Somos todos humanos!!
A resposta a anedota, nao sabia, mas vi agora no comentario anterior e confesso que achei graca!! :))
Bjs

12 março, 2008 10:52  
Blogger Carina M said...

Sou sincera apesar da anedota ou piada não ser "boa" ri, pois imaginei a tua filhota com toda a sua inocencia a contá-la.
Quanto ao racismo, acho que tem vindo a diminuir mas ainda não se pode dizer que é um mar de rosas.
Mas nunca devemos esquecer que por vezes até nós passamos por situações inversas.
Bjs

12 março, 2008 15:28  
Blogger Coisinhas com Amor said...

Olá João, eu acho que nas crianças o conceito de racismo não existe tanto, a não ser quando os pais tb são. Nos mais velhos já se nota mais essas coisas. Eu sou sincera, não me faz a minima diferença. Cresci entre eles (morei 2 anos em Moçambique), mas a minha filha desde o tempo de creche que a melhor amiga dela é de cor. Apesar de se terem separado queando foram para o 5 ano, todas as semanas tem que falar ao telefone, para manter as novidades e no aniversário de cada uma a outra está presente. Já são 10 anos de amizade.
Quanto á adivinha, tb não sabia a resposta mas li a resposta e adorei.
Bem pensado,
Beijinhos
Carla

12 março, 2008 15:52  
Blogger Patricia said...

Resposta à pergunta: Estão à espera de mais um, porque o filme é para maiores de 18.

Comentário: É bom que as crianças tenham noção de que todos somos diferentes, mas deve-se relembrar de que todos nós somos pessoas e que temos o mesmo valor, os mesmos direitos e os mesmos deveres. Apesar de sermos diferentes, é importante dizer que somos iguais.

13 março, 2008 00:17  
Blogger MariaVicente said...

o filme é para mais de 18, eh eh eh
eu sou alentejana, eh eh eh eh
beijinho

13 março, 2008 17:08  
Blogger Nostálgica said...

Lool.. todos pessoas com individualidades diferentes..
um bjnho.

13 março, 2008 22:07  
Blogger Lau said...

ai adoro Kit kat, mas não sei pq de uns tempos p/ cá já não os acho mais p/ comprar =(
Penso q somos sim iguais, diferentes apenas nas atitudes...
bjinhus

14 março, 2008 00:49  
Blogger Habiba said...

Entao, nos alentejanos, eheh, estamos a espera de mais 1 porque o cimena é para M/18!! :P
beijinhos

14 março, 2008 09:32  
Blogger Isália said...

O filme é para maiores de 18... em relação ao post... pois é muito complicado, porque apesar da educação que os pais lhes dão eles convivem diariamente com pessoas diferentes e normalmente o que os outros dizem é sempre mais engraçado...

17 março, 2008 13:36  
Blogger Lia said...

Essa eu passo.... eu não sei!

Bjs

03 abril, 2008 17:45  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home