segunda-feira, 28 de abril de 2008

A culpa é da toalha.

Eu sempre quis ter uma família com o modelo tradicional.
Como aquela em que nasci.
Meninos na escola, adultos no trabalho, pequeno-almoço de manhã, todos juntos sentados à mesa para as refeições, vigília durante o dia e a noite para dormir.
Mas também sempre soube que, com a pessoa que escolhi para formar uma nova família, esse modelo estaria inevitavelmente comprometido.
Refeições com a família complecta... se forem 3 por semana já é semana de festa.
A colcha da cama não serve durante a semana quase toda porque há sempre quem durma... ou de noite, ou de dia.
Passamos dias sem falar porque quando chego está a dormir e quando vai embora durmo eu.
Mas hoje é diferente.
Hoje é “oficial” e vai mesmo para fora.
Hoje sinto-me só e desamparada.
Mas porquê?
Porquê?... Se afinal de contas vai voltar muito antes do que nos encontraríamos se estivéssemos no habitual desencontro de horários?
Eu sei porquê.
Já não é o não conversar, já não é o não o ver, já não é o ter que explicar aos meninos o porquê de não poder quase nunca programar o próximo fim-de-semana... a isso já quase nos habituamos.
Por vezes basta uma caneca suja de leite esquecida em cima da bancada, o chuveiro molhado ou uma peúga chulézenta caída na escada por descuido, um aroma de after shave pairando pela casa quando não é usado por nenhuma das pessoas presentes ou o carro estacionado de forma diferente de como eu havia deixado... basta qualquer pormenor para estabelecer contacto, para saber que “está aqui” e é nosso.
Mas hoje ele foi e levou a toalha.
A toalha de banho... o estojo da barba e a escova de dentes.
E é esse pormenor, de aparente pouca importância que afinal de pouca não tem nada, que faz a grande diferença, que marca a ausência tão breve mas tão profunda...
É o chegar a casa e encontrar tudo tal como deixei... nem mais arrumado nem mais desarrumado.
Não gosto. Não me deixa feliz.

36 Comments:

Blogger Carla Iglesias said...

Que chato minha querida
Espero que a ausência seja muito breve.
Eu sei,da-nos trabalho mas queremos eles junto de nós. O meu marido foi uma vez em trabalho para a Alemanha e nem tinha ainda as miudas e senti tb a sua falta. O 1º dia estava super contente por ter a cama só para mim e a casa arrumada e tudo no sitio, depois da novidade já contava os dias para o seu regresso

Beijinhos
Carla

28 abril, 2008 20:49  
Blogger Teteka said...

Mas que post tão triste, minha querida Maria João!!!
Pois é, refilamos, refilamos, mas quando eles não estão é que sabemos dar o valor... a falta que nos fazem!!!
E depois o que mais irrita é que nos apanham sempre o ponto fraco e nós caimos que nem umas patinhas.
Um beijinho grande e espero que estes dias não custem muito a passar e que a peuga chulezenta (gostei!!!) volte depressa ao seu lugarzito no degrau da escada...
Teresa

29 abril, 2008 00:09  
Blogger Tataruga said...

Entendo-te, tambem vou ficar uns dias sozinha e não me agrada nada. Olha, tenta sair e dar uns passeios, rever amigos ou familia que é o que vou fazer de 1 a 4 de Maio.
beijinhos grandes

29 abril, 2008 12:28  
Blogger Carina M said...

Ohhh, entendo-te apesar de ter o meu mais presente em familia, mas se se ausente 1 dia que seja faz falta. Lá está é nas pequenas coisas que vemos que afinal somos felizes.
Bjs

29 abril, 2008 13:31  
Blogger María&Pezucos said...

Espero que o meu nunca tenha de se ausentar....gosto muito de ter todos em casa, é a isso que estou habituada!

Vai passar rápido, vais ver!

Bjnhos grandes

29 abril, 2008 14:33  
Blogger apm said...

Nós também estamos as 3 sozinhas em casa, mas temos o Pai ao fim de semana SEMPRE cá, apesar de "viver" na Alemanha.
É mesmo muito difícil e há dias que só apetece chorar, mas as crianças não podem perceber...
A grande vantagem é que falamos muito mais por msn, skype, email e mesmo ao telefone do que quando ele vivia cá!! Passamos o dia na conversa!!
E já lá vão quase 2 anos e meio, mas espero que termine muito em breve.
Difícil vai ser habituarmo-nos novamente ao dia-a-dia juntos...
Espero que a ausência por aí seja pequena e vivam um dia de cada vez.
É o que tentamos fazer por cá.
Bjinhos

29 abril, 2008 14:40  
Blogger Girafa cor de rosa said...

Senti a tua tristeza espelhada nestas palavras, li tudo com muita atenção e desejo que seja apenas uma breve sensação desagradável que passa para dar lugar a emoções bem mais agradáveis e positivas. Um beijinho e muita força.

29 abril, 2008 17:38  
Blogger a mamã dos reguilas said...

de facto ... é o saber que por vezes a presença não é feita de palavras mas de gestos... como tu tão bem dizes...e esta tal angustia da separação está precisamente na ausencia de gestos ou pequenos nadas que fazem toda a diferença

29 abril, 2008 18:20  
Blogger bordados da néa said...

oi amiga...senti tristeza nas suas palavras, mas com fé em Deus todo sentimento de vazio ira se resumir numa grande experiencia de vida!
passa no meu blog, tenho uma troquinha por lá e gostaria que vc participasse. bjs

29 abril, 2008 22:19  
Blogger Goreti said...

Olá linda,
Eu tambem detesto essa sensação de solidão e silencio :( mas deixa que de certeza que vai passar depressa e tens as amigas blogueiras :)
Jinhos

29 abril, 2008 22:38  
Blogger Omeupititxoco said...

Como vivi bastantes meses longe do meu marido, sei do que falas, custou-me ainda mais os meses em que o Miguel era pequenino... nada como estarmos todos juntos, com as nossas rotinas, mas todos juntos.Jinhos***

29 abril, 2008 23:08  
Blogger Daniela Veiga said...

É páaaaaa! Eu gosto 1000 da forma como escreves!!
Esse post foi deep in the soul!
Já te disse que tens um prémio no meu blogue?
Bjinhos

29 abril, 2008 23:48  
Blogger Lia said...

Olá!
Não se sinta sozinha, como num piscar de olhos já vai estar aí... e um lindo sorriso ao seu rosto irá surgir!
Saudades sim, Tristeza nunca!
Bjs
Uma ótima Noite!

30 abril, 2008 00:15  
Blogger Lau said...

oi amiga, esse post me parece tão triste =(
Não fique assim, o tempo passa rápido, logo, logo estará de volta!
Bjinhus

30 abril, 2008 01:15  
Blogger Ana Isabel said...

Ohhh miga, não posso dizer que sei o que sentes, mas imagino.
Ao ler as tuas palavras fiquei triste.
Vais ver que passa num instatinho e que num abrir e fechar de olhos já cá está novamente.
Bjs grandes

30 abril, 2008 09:42  
Blogger MariaVicente said...

é verdade, sonhamos tanto com uma vida assim, e depois a vida dá-nos a volta e é tudo diferente. espero que a ausencia seja curta.
sobre as fotos, deixo uns dias para partilhar depois retiro, o pai não quer, eu sei que ele tem razão. então retiro passado uns dias. esta das duas miudas pode ficar não se ve bem a carita da Patuxa.
Beijoca grande para ti.

30 abril, 2008 10:00  
Blogger MariaVicente said...

é verdade, sonhamos tanto com uma vida assim, e depois a vida dá-nos a volta e é tudo diferente. espero que a ausencia seja curta.
sobre as fotos, deixo uns dias para partilhar depois retiro, o pai não quer, eu sei que ele tem razão. então retiro passado uns dias. esta das duas miudas pode ficar não se ve bem a carita da Patuxa.
Beijoca grande para ti.

30 abril, 2008 10:00  
Blogger Tita said...

Isso é uma situação chata. e é claro que nos deixam tristes. bjs

30 abril, 2008 11:15  
Blogger Goreti said...

Olá Linda
Olha que não sou mentirosa :) mas ontem já não tive tempo para colocar as receitas, mas não desistas, passa por lá logo :)
Jinhos

30 abril, 2008 11:43  
Blogger Daniela Veiga said...

Obrigado Maria João!
Bom feriado
Bjinhossssss

30 abril, 2008 13:14  
Blogger Daniela Veiga said...

Pois é miga!
Alguém vai ter uma surpresa a bater á porta não tarda nada!
Bjinhos

30 abril, 2008 13:36  
Blogger Lau said...

não gosto mto de troca assim, com tema e tempo certo p/ entrega, isso me aflige um pouco, hehe!
Qto a bonequinha é a Sunbonnet Sue, achei um site com vários riscos dela, se quiser posso te dizer onde encontrar, ficam tão bonitinhas, né?!
Bjinhus

30 abril, 2008 14:44  
Blogger Enfim... said...

contratar uma empregada é capaz de resolver o problema a ti e a ela loooooool

beijinhos bom fim semana

01 maio, 2008 22:31  
Blogger Eu & Tu said...

Pois é a vida às vezes tem essas partidas...mas vais ver que o tempo vai passar rápido e as saudades as xs fazem bem a um casal ;)

Beijinhus grandes e bom fds

02 maio, 2008 10:47  
Blogger isasakura. said...

ola
olha minha cidade n�o � matade da matade de s�o Paulo,
� bem sossegada ,
na verdade � um polo industrial ,
entaum � ate ke pekena,
rs bjos fika kom deus.
a

02 maio, 2008 16:12  
Blogger Habiba said...

Ola querida... gostava imenso de ver o teu quadro da paixao dos deuses, quando mostras?? so depois de emoldurado?
beijinhos

02 maio, 2008 20:52  
Blogger Girafa cor de rosa said...

Ora viva! Tens um desafio para ti lá no meu cantinho! Pode ser? Beijinhos.

03 maio, 2008 12:29  
Blogger turbolenta said...

As pessoas habituam-se a viver na mesma casa e quando alguma não está presente,a falta é enorme!
É o vazio! a solidão! a tristeza que nos invade.
E não te aconteceu pareceres ouvir chamar, ou os passos da pessoa que não está? A mim aconteceu-me nos primeiros tempos da ausência da minha filha. Tudo me fazia lembrar a presença dela . é muito difícil.
Espero que o tempo seja breve .
bom fim de semana

03 maio, 2008 18:00  
Blogger Goreti said...

Olá amiga,
Só para confirmar que não sou mentirosa :)
Passa pelo meu blog, já coloquei lá uma receita (sim apenas uma, mas ainda não tenho fotos de mais)
Convido-te tb para visitar os meus outros blogs, sobretudo a www.lojadarex.blogspot.com, pois tem lá umas novidades que me deixam mt orgulhosa :).
Jinhos e bom dia da mãe

04 maio, 2008 19:42  
Blogger rosa dourada/ondina azul said...

Vais ver que com tempo te vais adaptar :)))

A vida não é exactamente como a sonhamos :)


Beijinho,

05 maio, 2008 19:57  
Blogger susybordados said...

como te comprendo em tudo amiga
também o meu marido tem horários horriveis, mas quando ele se ausenta sinto-me muito só
beijinhos usana

06 maio, 2008 00:27  
Blogger caloca said...

Bom dia. Passe lá no meu cantinho. Tenho um prémio para si.
Jokas
Armanda

06 maio, 2008 10:46  
Blogger Eu & Tu said...

Beijinhus Grandes:):)

06 maio, 2008 12:29  
Blogger Lia said...

Oi!

06 maio, 2008 14:18  
Blogger Isália said...

não é nada facil...sei o que é isso de mal nos ver-nos de estarmos pouco tempo juntos..mas é mesmo isso...é mesmo como tu dizes. espero que seja por um periodo breve essa ausencia...força...

06 maio, 2008 22:17  
Blogger Ana said...

Sem bem como isso eh.
Agora que vou para Portugal tambem vamos ficar sozinhas, pelo menos por uns tempos, tem que ser....

13 maio, 2008 15:57  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home